Postagens

Minha mãe

Imagem
Minha mãe. 

Uma mulher com sonhos. Com um brilho especial no olhar. Com uma veia poética que escrevia poesias para a lua.

Uma mulher que fazia bolinhas de sabão no banho e cantava canções da infância que volta e meia me vem à lembrança. "Pedro Pereira Pinto! Pronto patrão! Pinto Pê na porta e no portão. Passo pelas ruas procurando um tal pintor pintando...." E a gente, pequena ainda, ria encantada com a ladainha.
Uma mulher cheia de classe mas que falava palavrão na hora certa. Uma mulher que estourava sacos de papel só para assustar quem estivesse ao lado. Uma mulher que andava quase sempre de saltos altos e perfume. Uma mulher em tudo fascinante.
Uma mulher que nos falava de uma infância mágica, com jogos de osso, banhos de sanga, quartos cheios de laranja e um pai em tudo maravilhoso. De sua mãe não tinha tantas lembranças. Uma mulher distante, que a deu para a irmã mais velha criar. Fez isso com o irmão mais novo também. Muitos anos depois fui descobrir porquê. 
Uma tarde, eu…

Tio Highlander faz 90

Imagem
Era um 18 de julho de 1929 lá no Capivari quando avisaram às irmãs que a cigana tinha trazido um irmãozinho para a casa do Dr. Stein e sua esposa, Dora. Mais novo dos seis filhos do terceiro casamento do médico que chegou ainda criança da Alemanha, Claudio tinha ainda por parte de pai, dois irmãos, Silvio e Juca.
A pequena Helena, de quatro anos, correu para a janela para tentar ver a cigana! A primeira das histórias sobre este tio que hoje faz 90 anos.
Cresceu "lá fora". Lá Fora é como toda a família sempre chamou a região onde viveram. Era um paraíso de fartura e carinhos, com a casa gostosa, as comidas e os cuidados da Vicentina, uma espécie de babá que ajudava a criar os filhos do Doutor. 
Um dia o Doutor se foi. Um pouco antes o irmão Silvio, com cerca de 20 anos, também morreu. Poucos anos depois foi a vez da Dora, uma jovem de 40 anos. A vida de delícias acabou. A família se dispersou. As irmãs mais velhas foram para longe. A Lia para o Rio. A Flávia estudando em Pas…

Viagens no tempo

Imagem
Adoro filmes ou séries sobre viagens no tempo.
Em pequena via O Túnel do Tempo. Uma série ainda em P&B onde o governo americano teria criado um mecanismo que possibilitava viagens pelo passado e futuro. Ainda sem apresentar resultados práticos, ia ser cortado em verbas quando um dos cientistas, mais afoito, resolve ser cobaia. Obvio que se perde e lá vai outro, mais responsável atrás dele. O mote é que se pode manda-los para cá e lá, mas sem saber onde vão parar. E nunca pode ser voltar ao presente (até porque aí ia acabar o programa). E mais obvio ainda que sempre conseguem chegar em momentos históricos, de preferência trágicos.
Agora estou vendo outra série americana sobre o tema. Chama-se Timeless
Demorei para ver porque achei um plágio da serie espanhola que adorei, chamada El Ministério del Tiempo.
Similaridades: três viajantes passeiam por diversos períodos históricos e interagem com personalidades famosas de ontem. A comandante é uma historiadora, há um policial ou soldado e u…

O narciso, a vaidade e o pavão

Imagem
É uma manhã fria. Tudo parece normal, inclusive a cerração que fecha o tempo em uma manhã de quarta feira de inverno em Porto Alegre. Os carros passam, as pessoas correm. A vida segue. Uns morrem. Outros sobrevivem. E alguns poucos se movimentam sorrateiros em uma teia de maquinações que nem sempre se faz visível. Os narcisistas são assim. Estou ainda impactada pela leitura de um livro chamado Nenhum espelho reflete seu rosto que trata justamente de mostrar, em forma de romance, a atuação de uma pessoa com este tipo de transtorno. Mas se for pensar com calma, vivemos em uma época que incensa a bajulação como forma explícita de vida. Crescemos em busca de elogios. Manipulamos fotos. Postamos ações que poderiam (e deveriam na maior parte das vezes) ficar na esfera privada. Expomos nossa privacidade e vendemos nossas preferências em troca de coraçõezinhos e seguidores. Chegamos ao ponto de gritar incoerências para causar. E quanto mais causamos, mais comentários. Mesmo os negativos cont…