Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Mão que guia - pai e filha

Imagem
Esposa barriguda. De repente no mundo aquela miniatura de mulher te olhando com curiosidade. E tu a ela. Uma filha!

Não importa quantas tenham antes dela. Ou que seja a primeira. A relação pai e filha é algo tão marcante na vida de uma mulher que talvez poucos homens se apercebam de como são importantes.

Talvez tu não saibas direito, mas o teu carinho, a tua atenção, a tua presença nos enche de uma fortaleza interna. É o olhar do diferente sobre nós. É nossa primeira conquista. 

A mãe nos guia, nos ensina, nos dá exemplos. Com ela aprendemos muito do amor próprio. Mas é contigo, nosso pai, que aprendemos o amor com o outro.

Aquela mão firme que segura a nossa, tão pequena, e leva para descobertas. Sempre atento, sempre guiando. Mas levando para o mundo. Mostrando novos horizontes. Apontando novos olhares.

Ciúmes da mamãe? Nunca! Ao contrário, nossa admiração por ela cresce já que percebemos que tu a escolheste para companheira de uma vida. E para ser nossa mãe. Coisa que sempre relembras c…

20 coisas interessantes que já experimentei na vida

Imagem
Lembranças. Quem não as tem? A medida que os anos vão rolando na estrada de nossa vida, nossa memória vai embolando a ordem de quando e como as coisas aconteceram. Já se disse (quem mesmo?) que o que fica é mais a versão que a experiência real.

Primeiro conceito: o que é interessante? O que é para mim, pessoa física, pode não ser para você, que me lê agora. Aliás o meu conceito de interessante é muito amplo. Vai desde um arrepio de descoberta até um sentimento que descubro em mim ou no outro. Dito isso, não espere aqui nada sobre esportes radicais. Meus prazeres não passam por esse tipo de adrenalina. 


Mas por onde será que passam mesmo???? Vou tentar separar por décadas para tornar mais fácil e mais real o panorama de auto lembrança.  

Descer a serra comendo bergamota com o vidro do carro aberto. Era super raro acontecer porque minha irmã usava penteados elaborados e cheios de laquê (anos 60) e proibia que o vidro ficasse aberto. A sensação de liberdade era algo indescritível.O doce de…

É possível ser elegante com pouca grana?

Imagem
A gente acorda de manhã e faz o que? Liga seja lá o que for que nos conecte com o mundo e começa a ver gente bonita, feliz, elegante e ....rica! Mas AI!!!! nossa conta bancária não é lá essas coisas e pior, já está 99% comprometida com outros gastos. 

COMO FAZ?????

Ser elegante vestindo roupas caras e boas não é lá tão difícil. Mas é preciso também ter bom senso nas escolhas. Então primeiro item básico: BOM SENSO.

Isso quer dizer que vou ter que vestir preto e roupas mais sóbrias. Obvio que não! 

BOM SENSO: Uma das definições diz que é a "capacidade média que uma pessoa tem de se adequar a regras e costumes em determinados momentos, para poder fazer bons julgamentos e escolhas."

Percebeu a palavra chave? ESCOLHA. Esqueça o resto de capacidade média,etc e se detenha na capacidade de escolha. SUA escolha.

Então primeira coisa super importante: tenha bom senso de se conhecer. Nada mais deselegante que alguém vestindo uma fantasia que não lhe represente. E nada mais elegante que algué…

Descoberta

Imagem

Olhando pela janela

Imagem
Quando a vida passa pela gente parece tão de repente. Ontem era criança, sem responsabilidade. Faz pouco era menina, aprendendo a ser mulher. Há instantes era uma jovem apaixonada de olhos brilhantes e coração aos saltos.
Faz tão pouco tempo e hoje tento me entender como outros olhos me veem. Quase idosa. Jeitosinha ainda, mas com marcas de uma trajetória que nem parece assim tão longa.
Desses dias que já vivi, quantos realmente me tiraram o fôlego? Quantos não deixei passar, como se fossem objetivas de uma lente que registra para postar em alguma rede social? Porque na minha vida, não sei na de vocês, o que realmente me fascina, me deixa de quatro, me esqueço de registrar. 
Da vida que vivi e vivi ainda o que posso dizer. Nem tanto o que sonhei, nem menos do que mereço. Quase 60 anos que se revelam em mim. Embora nem tão madura como seria de se esperar.
Já pensei sobre isso. Talvez o fato de não ter procriado e não ter passado pela experiência da maternidade tenham feito diferença. Sem r…