Ouça a postagem

Saudades de todo dia, saudade que mata o peito


Um dia da saudade, como se saudade não se sentisse todo dia. 
Saudade de quem se foi, saudade de nós.
Saudade do brilho ligeiro
da vontade de picolé na feira
saudade do colo do pai
saudade da mão que acolhe
Puta saudade de compartilhar com a amiga a descoberta de algo bonito e se dar conta que ela não está mais entre nós
Saudade até de ir ver o pai no hospital quando ainda estava vivo
Saudade de quando a mãe era mãe e não pedia para ir para uma casa que já não existe, apenas em sua mente
Saudade do primeiro amor
do primeiro amasso
do orgasmo só de tocar na perna
saudade das séries de ficção
saudade de escrever sem freios
saudade de projetar com paixão
Saudade de ser ingênua
de um tempo em que as horas não voavam
Saudade dos anos em que as coisas tinham mais sentido
Saudades de ter um ideal
Saudades de ter avó, tios e tias comigo
Saudades dos banhos de mar
e dos debates em família
Saudades de ir buscar um dicionário quando não se sabia uma palavra
Saudade de confiar em alguém
saudades do primeiro encontro
da vergonha de pegar na mão
saudades do então

Dizem que a vida se parece com um trem que para em cada estação, onde entram e saem pessoas. 

Saudades então quando meu trem não era trem bala
Correndo nos trilhos em rumo além
Saudade de quem desceu
Tão antes de mim
saudade de ter família reunida nas festas
saudade de não ter medo de uma sirene de ambulância
saudades de tardes sem contas
saudades de não ter boletos
saudades de não saber que um dia eu também serei saudade de alguém.
Ou ninguém
E que terei realmente partido quando ninguém mais se lembrar de ter saudades de algo que fiz ou disse.



Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Clarice Lispector

Comentários