Ouça a postagem

Dando adeus ao inferno zodiacal


Durmo toda noite sonhando 
acordar em outro universo.
Nunca acontece.
Cada dia estou no mesmo
olhando o mundo através da minha janela
Tentando sobreviver entre os cuidados e a paranoia
Mas não se vive assim para sempre
É preciso resgatar a esperança
Assim me concentro no foco da luz
minha maneira de enfrentar a incerteza
Menos acúmulo de notícias
o suficiente para me informar
Faço lista de afazeres possíveis de fazer
online
dentro de casa
Vejo séries bobinhas, leves
Ainda não consigo ler com profundidade
Meus livros me olham,
cúmplices,
entendendo meu momento
Me pego mesquinha
Me sinto na primeira classe do Titanic
ouvindo a orquestra
enquanto o bote me aguarda
Vejo montes de generosidades
gente que doa
gente que vai
gente que ajuda outras gentes
do jeito que dá
Gotinhas no oceano
que formam ondas
O mundo nunca mais será igual
se vai ser melhor
depende de cada um de nós
Meu inferno zodiacal vai se findando
Meu novo ano de todo ano
começa no domingo
Meu melhor presente
será/seria/poderia ser
uma luz de esperança
de uma vida nova
nas ruas
sair sem medo
sem TOCs
Vai passar
Tudo passa
Nós passarinho
como diria Quintana

Comentários