Ouça a postagem

Veja só a minha inveja

Invejo os poetas
Ganas de quem
Reinventa
Brinca 
Transforma realidades
qual alquimista
transmutante

Eu não
Eu migalha
eu quebrada
eu normal

Poetas sabem
metralhar horizontes
sol poentes
e nascentes
com revolucionária
comunhão

Tenho inveja
Veja
Tenho

Escuto mantras
Pesquiso o passado
leio
mergulho
bebo

e nada

Nado sem rumo
sem inspiração
as palavras são falsas
a vida não faz sentido
a energia burla
de um non sense
absoluto

Tenho inveja
dos que
voam
dos que combatem
dos que 
ainda
sentem
algum sentido
em alguma coisa




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando a vida me toma de roldão

Quando o palco desilumina

doar sorrisos não tem preço