domingo, 26 de março de 2017

60 fatos da minha história que você nem desconfiava (I)

Como todos devem saber faço 60 anos este ano. (Quem não sabia acabou de descobrir). Sou da boa safra de 1957.

Confesso para vocês que ainda não assimilei de verdade essa passagem de década e entrada nos chamados anos sexies. Eu brinco dizendo que tenho um projeto chamado #idosagostosa que vem desde 2012, com algumas interrupções por problemas alheios à minha vontade.


Mas agora não dá mais para fugir. O calendário vai mudar e sim, serei uma pessoa idosa. O que virá, eu sei lá que nunca fui de muito planejar. Até planejo, na verdade, mas nem sempre sigo a risca esses planos. Deixo a vida me levar a maioria das vezes.

E esses 60 anos...como passaram???? Deixa recordar com vocês 60 fatos sobre eles.... Vai ser meio ser ordem cronológica porque vou fazer um voo sobre o passado.


  1. Eu poderia ter me chamado Elizabeth Cristina ao invés de Elenara. Houve um sorteio lá em casa e meu irmão ganhou.
  2. Só fui me habituar com o meu nome lá pelos 40/50 anos mas...
  3. Nunca chamei nenhum namorado pelo seu nome. E também não gosto que me chamem pelo meu.
  4. Queria muito ter tido apelidos (devia ser consequência da estranheza do nome - mas o que tinha em casa não me agradava: Baixinha.
  5. Deixei de ser chocólatra quando caí de um banco ao buscar um ninho de Pascoa escondido. Agradeço até hoje a minha mãe por te-lo escondido...
  6. Adorava séries de ficção e tinha paixonites secretas (ou nem tanto) pelo Capitão Kirk de Jornada das Estrelas (série original) e o Major West de Perdidos no espaço.
  7. Era fóbica social desde pequena. Fui conhecer o então namorado de minha irmã (meu atual cunhado) uns três anos depois do começo do namoro porque eu me escondia atrás do sofá da sala quando ele chegava.
  8. Pelo mesmo motivo tinha vergonha de agradecer e jogava fora os presentes de aniversário quando era pequena.
  9. Era telemaníaca e sabia as horas pelo programa de TV.
  10. Tirei o primeiro lugar no primeiro ano primário e ganhei medalha que guardo até hoje. 
  11. Pulei a quinta série e fiz exame de admissão para o ginásio por minha vontade própria.
  12. Fiquei menstruada (se dizia ficar mocinha) com dez anos. Estava brincando de boneca e não fazia ideia do que era aquilo.
  13. Um cara me seguiu na rua, falando umas coisas esquisitas quando eu tinha uns 10 anos. Contei sobre isso em Meu primeiro assédio
  14. Fui esquecida no jardim de infância. Todo mundo confiou que o outro ia me buscar e fiquei lá sozinha, eu e minha boneca.
  15. Não aprendi a andar de bicicleta porque na época de tirar as rodinhas nos mudamos para a capital e minha mãe achava perigoso que eu andasse na Praça da Matriz de bike.
Tá, eu sei que recordações pessoais são enfadonhas e por isso vou fatia-las para que sejam mais palatáveis. Já escrevi uma vez sobre 20 coisas interessantes que já provei na vida e prometo que vou me esforçar para que as 45 restantes sejam mais interessantes...

Até lá.... (Continua)

Nenhum comentário:

Postar um comentário