domingo, 24 de setembro de 2017

Reflexões de um domingo entre ensolarado e cinzento

"Nada mais chato que ex fumante."

Ouvi muitas vezes dizerem isso ao meu pai que após deixar o vício vivia tentando convencer os outros a também agir assim. Sei de suas boas intenções e talvez até tenha conseguido ter alguém que o ouvisse, mas creio que seu exemplo talvez tenha sido mais profícuo que suas palavras.

Lembro também de uma definição de religião que li muito tempo atrás. Era mais ou menos assim, tipo a caverna de Platão: pessoas trancadas em uma casa em um dia esplendoroso de sol se recusam a sair, não importam os argumentos usados. Aí se grita FOGO, FOGO, FOGO e as pessoas correm para a rua. Ao abrir a porta são banhadas pela luminosidade e compreendem. Ou sentem. Ou enfim, não importa, curtem o momento. 

It's real life, my dear. Cada um tem o seu momento e sua trajetória. Se conselho vingasse não repetiríamos erros mas também não encontraríamos novas soluções. Assim é meio inglório apontar soluções, mas não deixamos de faze-lo. E ao fazer, contamos como achamos as nossas. E nesse contar, sem nos darmos conta, mostramos exemplos de como fazer: 


  • Olhar o mundo por uma nova perspectiva e fazer nossas versões pode ser uma maneira.
  • Meditar pensando numa parede branca como meu fazia, outra. Ele nem sabia que meditava, mas o fazia.
  • Enfrentar cada problema por vez.
  • Não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje.
  • Saber escolher as prioridades para fazer o hoje.
  • Lutar pelo que acredita, mesmo que não seja a verdade absoluta da época.
  • Amar muito.
  • Não se contentar com o mais ou menos.
  • Trabalhar com a positividade, com o sim e deixar o não de lado.
  • Não dar murros em ponta de faca. Afinar a sensibilidade para saber a hora de trocar de rumo.
  • Aprender com as lições, seguir adiante e não as ficar remoendo mais.
  • Em uma encruzilhada, escolher um caminho e esquecer os outros.
  • Saber conciliar seus desejos com os desejos de quem se ama.
  • Se amar sempre. Auto estima é fundamental para a sobrevivência. 
  • Agir. A teoria é bonita, mas é a prática que move o mundo
Enfim, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. E sempre saber que o dia amanhece, mesmo depois da noite mais escura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário