sexta-feira, 20 de março de 2015

Não sou intelectual

Não. Não sou intelectual.
Gosto de ler. O que é diferente.
Se deixar, leio até jornalzinho de bairro. 
Só não consegui ler Paulo Coelho inteiro. 
Mas em muito Saramago que também não.
Não me peçam para citar A ou B. Ou repetir mantras escritos há dezenas de anos ou milhares como se fossem verdades insofismáveis. 
Não acredito nelas. 
Não me apego à seitas. Nem a roteiros. Nem às palavras de ordem.
Admiro a coerência. De atos. 
Tem muito beato que não é solidário.
Tem muito marxista que não é generoso.
Tem muito liberal que adora uma proteção do governo.
Somos assim. Contraditórios. 
Quase todos. 
Talvez não os santos. Ou os cretinos.
Minhas escolhas partem das minhas intuições, das minhas experiências. 
Me dou ao direito de questionar uma e outra.
Me dou ao direito de compreender quem pensa diferente e discordar de quem pensa parecido.
Parecido não é igual, embora seja quase isso.
Meus heróis não morreram de over dose.
Alguns foram mortos. Outros lutaram cantando. Ou escrevendo.
Ou estão nos cartoons. 
Minha vida não é uma linha reta.
E não pretendo ter as respostas para tudo. Nem para as minhas inquietações.
Admiro quem as tem. 
Eu sou mais uma alma nômade. 
E observadora. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário