quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Reciclando-me - palavra de 2015

Luz no fim do túnel 



"Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio ‘apesar de’ que nos empurra para a frente. Foi o ‘apesar de’ que me deu uma angústia que insatisfeita, foi a criadora de minha própria vida" (Uma Aprendizagem ou o livro dos prazeres)

Sempre há uma saída, uma porta inesperada que se abre quando menos esperamos, ou quando o nosso olhar se detém sobre novas possibilidades.

E meio sem querer, ou pelos sortilégios do destino que a teia da vida se encarrega de tecer, encontro minha palavra de 2015. Reciclando-me. 

Andei pensando e sentindo muito a necessidade de me reencontrar. Voltar a ter contato com a minha essência que ficou escondida debaixo da necessidade de outros. Enfim, épocas de esquecer de mim. Teve um preço alto. Tudo bem, faz parte da vida e do amor compartilhado. Mas agora urge um novo reencontro. Por isso saudei a mensagem do Tarot. 

RECICLANDO-SE

O 8 de Ouros emerge do Tarot como arcano conselheiro para este momento de sua vida, Elenara, sugerindo ser este um momento mais do que adequado para que você identifique as partes da sua vida que porventura entraram em estagnação. É chegada a hora de romper com esta estagnação, descobrindo no mais profundo da própria alma uma série de recursos que lhe permitirão viver a vida com muito mais prazer. É provável que você, por puro hobby, comece uma nova atividade e que isso lhe disponha novamente a um desejo de viver com mais intensidade. Você também poderia pensar em conhecer novos lugares e se abrir à amizade com novas pessoas. Esta renovação, ainda que seja profissional ou estudantil, termina afetando positivamente outras áreas mais abstratas da sua vida, como a espiritual e principalmente a afetiva. 
Conselho: Invente, faça diferente!
Sim, sigo o Tarot de vez em quando. Afinal os meios do universo mandar sinais não importa. Importa como chegam no coração e mente da gente. Então, ano de reciclagem, de me instigar. Vamos à luta. Onde ainda não sei. O caminho se faz ao caminhar. Sempre. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário