quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Mão que guia - pai e filha

Esposa barriguda. De repente no mundo aquela miniatura de mulher te olhando com curiosidade. E tu a ela. Uma filha!

Não importa quantas tenham antes dela. Ou que seja a primeira. A relação pai e filha é algo tão marcante na vida de uma mulher que talvez poucos homens se apercebam de como são importantes.

Talvez tu não saibas direito, mas o teu carinho, a tua atenção, a tua presença nos enche de uma fortaleza interna. É o olhar do diferente sobre nós. É nossa primeira conquista. 

A mãe nos guia, nos ensina, nos dá exemplos. Com ela aprendemos muito do amor próprio. Mas é contigo, nosso pai, que aprendemos o amor com o outro.

Aquela mão firme que segura a nossa, tão pequena, e leva para descobertas. Sempre atento, sempre guiando. Mas levando para o mundo. Mostrando novos horizontes. Apontando novos olhares.

Ciúmes da mamãe? Nunca! Ao contrário, nossa admiração por ela cresce já que percebemos que tu a escolheste para companheira de uma vida. E para ser nossa mãe. Coisa que sempre relembras com um enorme sorriso ao dizer: olha que mãe espetacular eu arrumei para ti.

Tu te faz sol! Mas sol que ilumina. Sol que faz todos se iluminarem. Tu ensina a troca. A responsabilidade da escolha. A beleza de ser livre por dentro e de entender onde começa a liberdade do outro. 

Tu sempre pronto para ajudar. E sempre com um "por obséquio" e muito obrigado. 

Tu sempre com um livro nas mãos. Não precisava de google na infância. Tu me respondias. E o melhor de tudo, me ensinava como buscar as respostas.

Tu me ensinava. Sempre. Da melhor forma que um pai ensina uma filha. Com exemplos. E com amor. Até nas coisas que não gostavas que eu fizesse, se elas fossem me dar prazer e conhecimento, tu me dava força.

Tu que chorava que nem eu. E que me ensinou que se limpa as lágrimas e se age. 

Tu que sempre amou com devoção uma mulher e me ensinou o quanto um homem pode ser apaixonado sem ser piegas. 

Tu que faz falta na minha vida. Tu que vai estar sempre dentro de mim.    

-Dedicado a todos os pais de filhas. Especialmente ao meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário