terça-feira, 19 de maio de 2015

Guria esquisita

Desde pequena eu sempre fui meio aquela guria esquisita. Sabe como é? Não?  O que seria alguém esquisito?
Esquisita
Por Dicionário inFormal (SP) em 17-09-2013


1. Fora do comum, fora do padrão
2. Que é difícil de entender, complicado
3. Que apresenta um comportamento diferente do normal
4. Inoportuno
5. Excêntrico, extravagante

" E se me achar esquisita, respeite também"
O meu esquisito não é bem enquadrado em nenhuma dessas definições acima. Não sou fora do comum, muito antes pelo contrário. Não tenho um comportamento anormal. Também acho que não sou inoportuna nem extravagante. 

Tudo bem, eu passei batido sobre o complicado. Talvez aí a minha esquisitice. Um jeito meio complicado de ver o mundo. Ou pelo menos de difícil entendimento por quem estava ao meu lado.

Eu via as coisas diferentes. Não, eu não via coisas. Embora sentisse algumas vezes. Não era nada sobrenatural desse tipo.

A realidade que para alguns era A. Ou B. Para mim era A,B,C, X, Y, Z ou nada disso. Ou tudo junto. 

Mas tudo bem. O difícil foi achar uma tribo. Talvez na verdade nunca tenha procurado por uma. Nunca me enquadrei. Embora não fosse rebelde.

Enfim, não importa bem me definir porque cada um tem o seu jeito de ser. E se conhecer faz parte do crescimento e maturidade. O que importa é essa minha Ipseidade de ser me trouxe.

Primeiro uma baita complicação na adolescência. Se adolescer já é complicado sendo mais ou menos normal, sendo esquisita e muito sensível é um eterno ioio de emoções. Segundo, anos e anos de terapia e leituras. Para enfim me aceitar. Porque essa é a lição maior de todas. Aceitação.

Se ainda vejo as coisas diferentes da maioria das pessoas que me cercam. Sem dúvida! Mas também bem parecido com um monte de gente, tão esquisita que nem eu. Acho que enfim achei minha tribo. A diferença é que eles não se reúnem em bandos e nem tem uma característica física em comum. 

A gente se reconhece por um sinal que não se explica. Um sinal de olhar. De sentir.

Dá para ser elegante sendo esquisita? Creio que dá porque me julgam assim. Talvez até por isso. Vá lá se saber. Eu continuo pensando  vendo muita coisa diferente da maioria das pessoas....  


"E se me achar esquisita,respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar.Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento. Renda-se como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Eu sou uma pergunta." Clarice Lispector


Nenhum comentário:

Postar um comentário