quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Falando do meu estilo de vestir - Look do dia

Estilo de ser reflete o estilo de vestir? Talvez. Eu me considero uma pessoa básica. Por fora. Minhas complexidades- e são várias- ficam bem escondidas dentro de mim. Pelo menos eu tenho essa pretensão.

Para vestir sigo uma regra simples: bom senso e se me sinto bem. O bom senso passa pelos critérios estéticos que nasceram comigo, os que aprendi em casa e os que foram aprimorados pelos estudos e experiências de vida. Se já fiz alguns exageros no vestir? Sim, devo ter feito. Foram tão raros que me lembro deles até hoje. 

Uma calça justa e dourada (sim, eu disse DOURADA) na saída da adolescência me fez passar um dos maiores micos da minha vida. Tinha uma paixonite secreta e platônica por um amigo de meu irmão. E justo no dia em que ele me convida para passear de buggy, a tal da calça se rasga....quando eu sentei (e quem já andou de buggy vai entender o drama de entrar em um desses carrinhos...). Hoje acho que tirava de letra, mas crua como era naquele tempo, foi um terror! Até hoje associo calças douradas e justas à trauma. Pensando bem, foi um ato desses que o universo conspira ao teu favor.

Outra vez saí de meia preta e sapato branco, vestido preto e casaco fúcsia. Não sei o que me passou pela cabeça. Nem a minha, nem a das pessoas amigas que viram e ainda deram força. Não aconteceu nada de especial nesse dia. Foi o meu filtro que deu um tilt e me dá um arghhhh ao lembrar daquela combinação.

Enfim. Mesmo que o meu guarda roupa não seja somente de pretinhos básicos, as cores não são exatamente a maioria. Não sou aquela pessoa que é parada na rua para marcar estilo. Mas acho que estou sempre bem arrumadinha. Em geral gosto de comprar roupas de cores neutras e usar lenços ou acessórios. E mesmo esses, como sou baixinha (1,60) são mais delicados que chamativos.

Adoro saltos, tenho taras por sandálias lindas e sensuais. Mas tenho muito mais tara pelos meus pezinhos saudáveis e meu andar confortável, então minha opção são pelos sapatos que me proporcionem isso. E que sejam bonitos. Não gosto de sapatos chamativos ou muito cheios de enfeites.

Uso uma bolsa por temporada. A da foto deve me acompanhar há umas duas décadas! Uma boa lavada e ela ficou nova! Juro que procurei uma nova, mas não achei nada que me apaixonasse. E já notei que tudo o que se faz só por fazer não traz muita satisfação. Não compro por comprar. Compro quando me apaixono.

O vestido da foto não é usual. Não uso muitos vestidos. Mas gosto. É que não tomo sol faz anos, o que me ocasionou um problema com a vitamina D (já estou tomando as tais gotinhas com gosto de peixe). Como não me bronzeio faz tempo, e sou uma boa neta de alemão, estou muito branca. Mas muito mesmo. E depois de um tempo de botas, olhar pés e pernas brancas é muito esquisito. Nada que a gente não assimile e administre quando faz muito calor. Mas resolvi investir então em algo bonitinho e como tenho sorte achei um vestido coloridinho, que vesti e ficou perfeito e.....estava na promoção! Bem que me bateu uma intuição de fazer compras hoje. E não, não sou absolutamente consumista de roupas.

As pessoas me chamam de elegante. Já disse que a maior parte do tempo estou de havaianas e roupas confortáveis, mas nunca de chambres, pijamas ou desleixada em casa. Nunca saio sem brincos e batom/rímel/perfume. E jamais me encontrarão dormindo de meias. Aliás uso a mesma camisola verão e inverno.

Meu estilo. Simples e eficaz. Eu acho.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário